TDAH no ambiente de trabalho: Como lidar?

O TDAH no ambiente de trabalho é um transtorno que afeta 2,5% da população adulta.

Conforme definição da OMS – Organização Mundial da Saúde, o TDAH é um distúrbio neurobiológico que atinge crianças, adolescentes e adultos. TDAH significa Transtorno do Déficit de Atenção e Hiperatividade.

Os problemas causados pelo TDAH no ambiente de trabalho podem variar desde leve esquecimento, produtividade baixa, falta de atenção e foco, baixa organização até instabilidade profissional.

O TDAH não tem cura. Por isso, é fundamental saber como lidar com os profissionais que tenham esse transtorno.

 

Como o TDAH afeta o ambiente do trabalho?

Alta produtividade e foco por um período de tempo longo são os principais problemas das pessoas que sofrem com TDAH.

Um estudo realizado nos Estados Unidos apontou que apenas 50% dos profissionais com TDAH conseguem trabalhar em turno integral.

Essa pesquisa também indicou que profissionais que vivem com essa condição ganham menos do que outros profissionais. Anualmente, 77 bilhões de dólares não são pagos para funcionários que possuem TDAH.

A forma que o TDAH pode afetar um funcionário no ambiente do trabalho depende da forma que o mesmo administra sua condição e a gravidade dela.

Muitos profissionais não conseguem trabalhar em período integral, outros tem apenas dificuldade de manter focado numa única tarefa por longo tempo. Nos casos mais graves, há profissionais que explodem e brigam com colegas e chefes.

 

Implicações do TDAH no ambiente trabalho

O TDAH não tem ligação nenhuma com conflitos psicológicos ou fatores culturais. Ele é uma alteração na região frontal do cérebro que controla a atenção e a inibição do comportamento.

Os principais sintomas que os profissionais com TDAH no ambiente de trabalho apresentam são:

  • Procrastinação;
  • Falta de foco;
  • Dificuldade de planejar;
  • Falta de atenção;
  • Ansiedade;
  • Alteração de humor;
  • Baixa produtividade;
  • Dificuldade de esperar sua vez de falar e escutar;
  • Hiperatividade;
  • Esquecimento frequente;
  • Repetição de erros com frequência;
  • Tédio;
  • Inquietude;
  • Dificuldade em participar reuniões;
  • Instabilidade profissional.

Diagnóstico precoce

Lidar com TDAH no ambiente de trabalho é difícil. Mas o diagnóstico precoce e um tratamento adequado e correto, pode trazer uma significativa melhora na vida pessoal e profissional do indivíduo.

Além de medicamentos, o profissional pode realizar diferentes tipos de terapias. Com isso, as relações interpessoais e profissionais com familiares, cônjuges, colegas e amigos tendem a melhorar bastante.

Como lidar com os profissionais com TDAH?

É possível conviver com profissionais que tenham TDAH no ambiente de trabalho. As empresas devem entender que isso é uma condição, mas que com alguns pequenos ajustes, é possível que o profissional desempenhe suas atividades.

O primeiro passo de lidar com o profissional com TDAH é conversar com ele. O colaborador precisa saber que a empresa entende sua situação e quer ajudá-lo. A conversa precisa ser aberta e franca.

Outra maneira produtiva da empresa lidar com essa intercorrência é fazer ajustes nas tarefas desempenhadas pelo profissional.

A empresa pode propor mudanças desde a configuração do ambiente, até o horário de trabalho.

É importante que todos saibam que o TDAH no ambiente de trabalho é uma realidade, mas de forma alguma é um empecilho para que os profissionais continuem suas atividades.

Cabe ao Setor de Recursos Humanos junto ao profissional encontrar as soluções mais adequadas.

Gostou do artigo? Entre em contato agora mesmo com a nossa equipe!

CLIQUE AQUI PARA FALAR CONOSCO NO WHATSAPP



Deixe um comentário

Chamar no Whatsapp
Chamar no Whatsapp
Olá!
Clique aqui para falar conosco via WhatsApp