Revisão do Auxílio-Doença do INSS: Veja como não perder o benefício

O INSS (Instituto Nacional de Seguridade Social) está realizando a revisão do auxílio-doença em todo país. Serão aproximadamente 170 mil beneficiários que vão ter que enviar nova documentação e realizar perícias para comprovar a incapacidade temporária.

Os beneficiários que não atualizarem seus dados vão correr o risco de ter o benefício suspenso. Para realizar a revisão do auxílio-doença, o segurado precisa comprovar se ainda precisam de ajuda financeira.

 

 

Quando começa a revisão do auxílio-doença?

Desde junho de 2021, o INSS tem enviado cartas para os segurados solicitando a revisão do auxílio-doença, principalmente para os beneficiários que não fazem perícia médica há mais de 180 dias.

 

O que fazer quando receber a carta?

Ao receber a carta, o segurado deve acessar o Meu INSS, pelo computador ou pelo aplicativo de celular disponível no App Store ou Google Play.

Clique na opção “Agendar Perícia” e insira suas informações como: nome completo, data de nascimento, CPF. Em seguida, escolha a opção “Perícia de prorrogação e siga os passos seguintes.

Para confirmar a revisão do auxílio-doença, o segurado deverá escolher a opção “Agendar Perícia”.

O órgão incentiva os beneficiários a enviarem a documentação no Meu INSS, basta acessar a opção “atualização de dados do benefício”.

 

Central de Teleatendimento do INSS

Além do aplicativo “Meu INSS”, o beneficiário pode ligar para o telefone 135 na Central de Teleatendimento do INSS e escolher a opção “entrega de documentos por convocação”. Em seguida, ele deverá procurar uma agência de atendimento mais próxima da sua residência.

 

Prazo para regularização da revisão do auxílio-doença

Após o recebimento da carta, os Correios vão notificar o INSS que o segurado a recebeu. A partir daí, os beneficiários vão ter até 30 dias para agendar a perícia médica.

O INSS informou que já enviou as cartas para os 170 segurados do auxílio-doença. Mas se o segurado não precisa se preocupar se ainda não recebeu. Há duas explicações:

  • A primeira é que o beneficiário está com toda documentação em ordem e não entrou na lista de revisão.
  • A segunda é que pode haver novas convocações e o ideal é que o segurando verifique se o seu endereço cadastrado está correto na base do INSS.

Para verificar se o seu o endereço atual está correto, entre no site/aplicativo Meu INSS e clique “meu cadastro”. Para atualizar as informações, acesse a opção “Alteração cadastral”. Todas as alterações e envio de novos documentos serão confirmados entre três e cinco dias.

Tudo isso também pode ser feito pessoalmente. Para encontrar uma agência do INSS próxima ao seu endereço, acesse a opção “Encontre uma Agência”.

 

Remarcação

O beneficiário poderá remarcar a perícia médica, desde que seja solicitada até um dia antes da data agendada. A remarcação precisa ser justificada.

 

Resultado

O resultado da perícia médica para revisão do auxílio-doença estará disponível no mesmo dia de sua realização, a partir das 21h.

O segurado poderá verificar o resultado pelo Meu INSS e pela Central 135.

 

Caso o segurado não realize a revisão do auxílio-doença, seu benefício será suspenso. A suspensão está prevista no art 77 do Regulamento da Previdência Social. O texto aprovado pelo Decreto nº 3.048, de 06 de maio de 1999, diz que se o beneficiário não atende a uma convocação do INSS no prazo estabelecido, ele terá seu benefício suspenso.

Ficou com alguma dúvida sobre o assunto? Então entre em contato agora mesmo com a nossa equipe!

CLIQUE AQUI PARA FALAR CONOSCO NO WHATSAPP



Deixe um comentário

Chamar no Whatsapp
Chamar no Whatsapp
Olá!
Clique aqui para falar conosco via WhatsApp