Análise Ergonômica: Como implementar e quais seus benefícios?

A análise ergonômica, por mais que possa não ser tão conhecida pelos gestores, é uma avaliação muito importante, pois com ela, é possível que a empresa aumente a produtividade dos colaboradores, diminua os custos e claro, esteja dentro das exigências fiscais e leis trabalhistas.

No artigo de hoje, vamos falar mais sobre a análise ergonômica, qual os benefícios dessa análise e o que fazer para implementa-la ela em sua empresa. Vamos lá?

Quais os benefícios da Análise Ergonômica?

Conforme falamos anteriormente, uma análise ergonômica, trás muitos benefícios para a empresa e seus colaboradores. Dentre eles, podemos destacar como principais benefícios a redução de custos e o aumento da produtividade dos colaboradores.

Para ajudar você a entender de que forma uma coisa tão “simples” como a Análise Ergonômica pode ajudar uma empresa, vamos partir do princípio que: Colaborador feliz produz mais, certo?

Uma empresa que possui e segue corretamente todas as normas relacionadas a ergonomia, tem colaboradores mais presentes, já que dessa forma, o risco de uma doença ocupacional como a LER (Lesão por Esforço Repetitivos) por exemplo, são menores. Além disso, essa redução de esforços e movimentos repetitivos, faz com que as tarefas sejam mais otimizadas, colaborando assim, para a diminuição do absenteísmo e o aumento da autoestima dos colaboradores.

Com base em tudo isso que citamos acima, podemos falar do segundo principal benefício de ter uma análise ergonômica em sua empresa, que é a redução de custos!

Quanto mais se tem colaboradores motivados, na empresa, menores são os riscos de pedidos de demissões, processos trabalhistas e cobrança de multas. Além disso, um colaborador feliz produz mais, lembra?

grupo bplan

Como implementar a Análise Ergonômica na minha empresa?

A análise ergonômica, que como falamos, tem por objetivo analisar e propor soluções para evitar ou extinguir riscos, que podem surgir devido as funções exercidas pelos colaboradores.

Sabendo disso, para implementar uma análise ergonômica na sua empresa, é preciso saber também que essa avaliação deve ser emitida por um profissional, que deverá seguir as etapas a seguir e considerar o que está disposto na Norma Regulamentadora nº17 (NR-17).

  • Avaliar a demanda: Compreender a origem, desenvolvimento e os desafios encontrados pelos colaboradores;
  • Avaliar a função: Entender se o colaborador está executando a função da forma correta, seguindo as orientações do gestor;
  • Avaliar a atividade: Verificar qual o comportamento do colaborador em sua rotina, ou seja, na realização das tarefas;
  • Diagnosticar: Detalhar a situação atual dos colaboradores, apresentando as situações de risco as quais eles estão expostos, sendo esses riscos considerados de curto, médio ou longo prazo;
  • Recomendações: Propor soluções que possam minimizar ou, até mesmo, extinguir os riscos em que os colaboradores estão expostos.

 

grupo bplan

Sabendo que toda essa análise deve ser feita por um profissional capacitado, é importante que você conte com o apoio de uma empresa que tenham à sua disposição uma equipe para isso.

Nós do Grupo Bplan, estamos no mercado a mais de 10 anos, prestando uma assessoria completa em Saúde Ocupacional e Medicina do Trabalho, atendendo grandes empresas Brasileiras. E temos uma equipe completa, capacitada e treinada para elaboração da Análise Ergonômica, Laudos de Periculosidade, Laudos de Insalubridade e todos os outros documentos referentes a Saúde e Segurança do Trabalho.

Por isso, se você precisa de um suporte para a elaboração da Análise Ergonômica da sua empresa, Entre em contato agora mesmo com a nossa equipe!

CLIQUE AQUI PARA FALAR CONOSCO NO WHATSAPP



Deixe uma resposta